• Tel.: (11) 3889-9909
Página inicial News BRASPEN O que é FODMAP?

O que é FODMAP?

 
Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides e Polyols

Os alimentos fermentáveis referidos são os carboidratos não digeridos pelo trato digestivo humano. Os oligossacarídeos são os Fruto-oligossacarídeos (FOS) e os Galacto-oligossacarídeos (GOS). Dentre os dissacarídeos se inclui a lactose, e dos monossacarídeos a frutose. O grupo dos polióis é representado principalmente pelo sorbitol e manitol.

O que estes grupos de alimentos têm em comum?

São alimentos de alta osmolaridade ou que possuem substratos rapidamente fermentados por microorganismos intestinais.

O que os alimentos ricos em FODMAPs podem desencadear?

A alta osmolaridade atrai muita água para o intestino delgado e pode desencadear diarreia, enquanto os substratos rapidamente fermentados por bactérias no intestino grosso podem desencadear sintomas como distensão abdominal, flatulência e cólica abdominal. Estes sintomas são extremamente prevalentes nos pacientes com Síndrome do Intestino Irritável (SII), e por isso a maior parte dos estudos relaciona redução destes sintomas após dieta com baixo teor de FODMAP em pacientes com SII.

Exemplos de alimentos ricos e pobres em FODMAPS:

Existem diversas listas que classificam alimentos como ricos ou pobres em FODMAPS. Segue abaixo tabela com resumo destas informações, com adaptações para população brasileira:

 

Frutas Ricas em FODMAP Maçã, pera, pêssego, manga, melancia, nectarina, cereja, abacate
Sucos naturais, frutas secas, mel, frutose, xarope de milho
Frutas pobres em FODMAP Banana, amora, carambola, uva, abacaxi, melão, kiwi, limão, lima, laranja, tangerina, morango, maracujá
Laticínios Ricos em FODMAP Leite de vaca, cabra ou ovelha, sorvete, iogurte (mesmo desnatado), queijo fresco e cremoso (ricota, cottage, cream cheese)
Laticínios Pobres em FODMAP Leite sem lactose, iogurte sem lactose, leite de soja, leite de arroz ou amêndoa, manteiga e queijos curados, como cheddar, parmesão, brie ou camembert
Hortaliças e Leguminosas Ricas em FODMAP Alcachofra, aspargo, beterraba, brócolis, couve, alho, alho-poró, quiabo, cebola, couve-flor, ervilha, grão de bico, feijão, lentilha
Hortaliças e Leguminosas Pobres em FODMAP Broto de bambu, cenoura, aipo, milho, berinjela, alface, cebolinha, pepino, abóbora, abobrinha, alface, tomate, espinafre, batata, batata doce
Cereais e Massas Ricos em FODMAP Pães, bolos, biscoitos ou cereais contendo trigo e centeio e cereais com xarope de milho
Cereais e Massas Pobres em FODMAP Farinhas, pães, macarrão e biscoitos sem glúten
Produtos com farinha de milho ou mandioca
Quinoa, arroz, tapioca, macarrão de arroz

Como Prescrever a Dieta com Baixo Teor de FODMAPS?

  • Retirar alimentos ricos em FODMAP por 6 a 8 semanas (é possível observar melhora dos sintomas já na primeira semana, mas a dieta deve ser continuada).
  • Se não houver melhora dos sintomas em 8 semanas, descontinuar a dieta.
  • A dieta deve ser acompanhada por nutricionista para evitar deficiências.
  • Após a dieta de exclusão, reintroduzir alimentos ricos em FODMAP para avaliar tolerância individualizada. A reintrodução pode ser por alimentos ou por grupos de alimentos.

Considerações importantes:

  • Muitos alimentos não estão nas listas de conteúdo de FODMAP e ainda não existe ponto de corte entre baixa e alta quantidade de FODMAP
  • A restrição de FODMAP melhora os sintomas para 75% dos pacientes. Para os demais pacientes é importante avaliar consumo de fibras insolúveis, considerar outros alimentos “gatilho”, como a cafeína e gordura, e considerar regularidade e tamanho das refeições.
  • A restrição de alimentos ricos em FODMAP pode ocasionar consumo insuficiente de fibras, carboidratos e cálcio, além de excluir alimentos saudáveis e mudar os hábitos do paciente. Por isso a dieta deve ser acompanhada por nutricionista.
  • É fundamental destacar que após as semanas de exclusão de alimentos ricos em FODMAP os alimentos devem ser reintroduzidos, em porções pequenas e de maneira isolada, para poder identificar alimentos “gatilho” dos sintomas. A dieta de exclusão de alimentos ricos em FODMAPs é temporária e não deve passar de 8 semanas.

Qual a Eficácia desta Dieta?

Estudos recentes comprovam a eficácia da exclusão temporária de alimentos ricos em FODMAPs na redução de sintomas gastrointestinais em pacientes com SII. Para cerca de 75% dos pacientes as queixas de sintomas gastrointestinais diminuem para quase metade.

Referências:

  • http://www.med.monash.edu/cecs/gastro/fodmap/
  • Dietary fructose intolerance, fructan intolerance and FODMAPs. Curr Gastroenterol Res 2014;16(1):370.
  • Irritable bowel syndrome: a clinical review. World J Gastroenterol 2014; 20(34):12144-60.
  • Extending our knowledge of fermentable, short-chain carbohydrates for maninging gastrointestinal symptoms. Nutr Clin Pract 2013;28(3):300-6.
  • A diet low in FODMAPs reduces symptoms of irritable bowel syndrome. Gastroenterology 2014;146(1):67-75.
  • Comparison of symptom response following advice for a diet low in fermentable carbohydrates (FODMAPs) versus standard dietery advice in patientes with irritable bowel syndrome. J Hum Nutr Diet 2011;24(5):487-95.

Nutr. Letícia Campos

  • Mestre pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP)
  • Pós-graduada em Nutrição Clínica pelo GANEP e em Educação em Diabetes pela UNIP
  • Treinamento no Joslin Diabetes Center/Harvard
  • Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (SBNPE)
  • Membro do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes