• Tel.: (11) 3889-9909
Página inicial News BRASPEN Atualização em TN Abreviação do termo de jejum pré-operatório para o paciente pediátrico
Conteúdo restrito a associados, para vê-lo faça o login ou registre-se.

Abreviação do tempo de jejum pré-operatório
Para o paciente pediátrico

1- Qual paciente pediátrico pode abreviar o tempo de jejum pré-operatório?
Crianças candidatas a cirurgia eletiva e com esvaziamento gástrico preservado.

2- Para qual paciente pediátrico, a abreviação do tempo de jejum pré-operatório está contra indicado?
Abreviação do tempo de jejum pré-operatório está contra indicado para crianças com refluxo gastroesofágico, obstrução intestinal e em situações onde há retardo no esvaziamento gástrico, como por exemplo estenose pilórica e gastroparesia.

3- Quando abreviar o tempo jejum pré-operatório em pediatria? O tempo de jejum pode ser abreviado até 2 horas antes da operação.

4- Como abreviar o tempo jejum pré-operatório em pediatria? a) Lactentes
Para as crianças que fazem uso do leite materno, devido a presença de nutrientes que requerem maior tempo para digestão, recomenda-se que o jejum seja de 4 horas.
b) Não lactentes
Em crianças candidatas a operações eletivas e que apresentam o esvaziamento gástrico preservado, a recomendação é de 2 horas para líquidos claros, 6 horas para leite (fórmulas infantis e outros leites) e refeições leves e sólidas e 8 horas para alimentos gordurosos e frituras. A quantidade a ser liberada é de líquidos claros com 12,5% de dextrose na quantidade de 100 a 200 ml, 2 horas antes da operação.

5- O que ofertar até 2 horas antes da operação para o paciente pediátrico?
Líquidos claros com 12,5% de dextrose na quantidade de 100 a 200 ml.

6- Quais os prejuízos do jejum prolongado para o paciente pediátrico?
As crianças não toleram o jejum prolongado.
Incrementa a resposta ao trauma cirúrgico
Reduz as reservas de glicogênio muscular e hepático
Aumenta a resistência a insulina
Aumenta o risco de complicações e tempo de internação
Causa irritabilidade, fome, sede, desidratação, cefaleia, hipoglicemia e sonolência.
Cria aversão ao ambiente hospitalar
Gera uma baixa aderência ao cumprimento do período para a restrição alimentar


7- Quais os benefícios da abreviação do tempo de jejum para 2 horas antes da operação para o paciente pediátrico?
Não aumenta o risco de broncoaspiração e pneumonia aspirativa Reduz a resposta metabólica ao trauma cirúrgico Melhora a sensibilidade da insulina
Reduz as complicações, o tempo de internação e os custos Gera melhor bem estar com redução da fome, sede e irritabilidade Promove conforto e satisfação aos familiares

Por: Liana Macêdo Almeida e Diana Dock
Nutricionista do Hospital Geral de Roraima e do Hospital da Criança Santo Antônio
Mestre em Ciências da Saúde

Referencias bibliográficas
1. Aguilar-Nascimento JE, Bicudo Salomão A, Caporossi C, Silva RM, Cardoso EA, Santos TP. Rev Col Bras Cir. 2006; 33(3):181-8.
2. Aguilar-Nascimento JE, de Almeida Dias AL, Dock-Nascimento DB, Correia MI, Campos AC, Portari-Filho PE, et al. Ther Clin Risk Manag. 2014; 10:107-12
3. American Society of Anesthesiologists Committee. Practice Guidelines for preoperative fasting and the use of pharmacologic agents to reduce the risk of pulmonary aspiration: application to healthy patients undergoing elective procedures: an update report by the American Society of Anesthesiologists Committee on Standards and Practice Parameters. Anesthesiology. 2011; 114(3):495-511.
4. Bicudo Salomão A, Aguilar-Nascimento JE. Abreviação do jejum pré-operatório. In: Aguilar-Nascimento JE. Acerto: acelerando a recuperação total pós-operatória. 3.ed. Rio de Janeiro: Editora Rubio; 2016. p. 109-21.
5. Batista Nogueira PL, Barros Carvalho CA. Projeto ACERTO em cirurgia pediátrica. In: Aguilar-Nascimento JE. Acerto: acelerando a recuperação total pós-operatória. 3.ed. Rio de Janeiro: Editora Rubio; 2016. p. 315-30.